Raiai!

Um blog de baianidades soteropolitanas

13 março 2006

Quando as Periguetes se armam (Desencalhando Michelle)


Tombo na gravação do primeiro DVD da Calcinha Preta, no Parque de Exposições. Começa a conversa...
– Ô coisinho, vem cá. Desculpa ¿viu? ¿Cê se machucou? Foi mal. ¿Como é seu nome?
– Bruno.
– Pô, cê é bonitinho, ¿sabia?... Vem cá rapidinho q minha colega quer te conhecer. É rapidinho... / Michelle, Bruno. Bruno, Michelle – dois beijinhos.
– Prazer.
– Prazer é meu, mas eu já tenho q ir.
– Não, vem cá – chama o cara no canto. – Minha amiga disse q tá a fim de você, ¿e aí? ¿Dá pra rolar o esquema?
– Eu tenho namorada.
– Ah, é só uns beijinhos, rapidinho. Vá lá...
– Quero não. Posso não, sério.
– Ô coisinho, ¿por quê?... Ô, vá, vá!! Ô, vaí, só um beijinho. Des-da hora q você chegou q ela ficou falando de você... / Ó, o canal é esse: Eu mando ela ir p’ali pa trás agora... ela vai, aí cê segue ela ¿tá bom? Só uma colada e pronto, coisinho.
O menino se irrita:
– Não, rapaz! Minha namorada tá aqui também.
Ela também perde a paciência:
– Ih, minino! ¿Cê é bicha é? Vou chamar ela aqui então. Vem cá Michelle – acena para a amiga q estava um pouco afastada.
– Rapaz!... – ele.
– Anda menina! – ela.
– Aí ele, toma. Eu vou sair daqui e vocês dois se decidem.
– Não, não vá não – diz Michelle, como quem pede PPU.
– Oxe menina! ¿Cê é otária é? Beija logo!
– Eu já vou – avisa Bruno.
– Não coisinho, não vá não – pede, agora com voz dengosa. – Pronto, dê só um pitoque nela q eu paro de lhe perturbar.
– Não, não, nããão! ¿Não sabe o q é não, não?
– Ah, ¿cê não vai beijar não, Michelle? Então deixe q eu beijo...

Resultado da Operação “Desencalhando Michelle”: MISSÃO NÃO CUMPRIDA. (Um puxão nos cabelos pra largar o namorado dos outros e um tapa bem dado na cara, dado pela namorada em questão).
Conclusão: Quando as Periguetes se armam, o barraco também está prestes a ‘se armar’.

5 comentários:

Vânia H-ata disse...

Lembrei dos meus tempos de periguete, ou melhor, no meu tempo era chamda de badogueira, freteira e pavoeira...
Laninha e Léia vão adorar...
Eu já te amo de paixão, Gabriel.
Adoro as suas historinhas.
Beijaum.

LILIANE ANNY disse...

Q PERIGUETE ESSA MININA!!
IGUAL A MINHAS SOBRINHAS...

Jorge Augusto disse...

Laninha e Léia vão adorar... adoro suas estórias João Gabriel

Anônimo disse...

Vi no A Tarde, se não me engano. Muito engraçada.

carla disse...

esse texto é muito bom rrsrsrrs